COMPRE AGORA

sábado, janeiro 05, 2013

FORD GT COM 1.723 CV BATE RECORDE DE CARRO MAIS RÁPIDO DO MUNDO


 Um modelo Ford GT de 1.723 cv preparado pela Performance Power Racing foi certificado como o carro mais rápido do mundo homologado para as ruas. O modelo chegou à velocidade de 453 km/h partindo da imobilidade em um percurso de uma milha (1,6 km) e entrou para o livro dos recordes, o Guinness Book. A avaliação aconteceu no Complexo Espacial da NASA, nos Estados Unidos.


Um dos avanços que permitiram ao Ford GT alcançar esse resutado foi o uso de uma nova liga de alumínio capaz de suportar altíssimas temperaturas, chamada Pandalloy. Fruto de uma parceria das empresas Performance Power Racing e Pratt & Whitney, o material foi produzido com base em tecnologia aeroespacial e desenvolvido especialmente para o Ford GT conquistar o recorde mundial.

"As corridas de automóveis têm sido um campo perfeito para a aplicação de algumas das novas tecnologias que estamos desenvolvendo para o mercado. O projeto Pandalloy é um exemplo muito empolgante. Essas novas ligas de alumínio são muito superiores às que existem hoje no mercado e estamos entusiasmados em ver até onde poderemos levar os limites de desempenho e eficiência, com impacto positivo no mundo. Nós quebrarmos recordes para provar que esses sistemas e projetos realmente têm uma função e podem ser aplicados em veículos de todos os tipos", diz Johnny Bohmer, dono da performance Performance Power Racing.

Com o resultado do Ford GT, a Performance Power provou que a tecnologia aeroespacial pode ser efetivamente usada em veículos para aumentar a economia de combustível e reduzir as emissões de CO2.

"Toda a nossa equipe trabalhou muito para esse resultado e estamos orgulhosos por ajudar a colocar o Ford GT no livro dos recordes como o carro de rua mais rápido do mundo", completa Bohmer. "Quando a NASA nos permitiu o acesso a uma parte de suas instalações, tivemos oportunidade de explorar essas tecnologias e compartilhar seus benefícios. Esse projeto reúne uma quantidade enorme de pesquisas e estamos apenas na superfície de onde podemos chegar com a sua aplicação."

Fonte:
Imprensa Ford

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...