COMPRE AGORA

terça-feira, janeiro 07, 2014

FORD REVELA O TRABALHO DE CAMUFLAGEM PARA ESCONDER O NOVO MUSTANG DOS PAPARAZZI





Para esconder as verdadeiras formas do novo modelo, os engenheiros passam meses testando os protótipos com camuflagem e pinturas especiais.

O trabalho da equipe de camuflagem da Ford foi essencial para que a equipe de desenvolvimento pudesse fazer dezenas de milhares de quilômetros de testes nas ruas sem estragar a surpresa do carro.

O disfarce final do novo Mustang alterou seu perfil e proporções, fazendo-o parecer mais com um “notchback” e menor do que realmente era.

O novo Ford Mustang é um dos carros mais esperados do ano e todo mundo queria conhecê-lo antes da revelação. Para esconder suas verdadeiras formas, os engenheiros passam meses testando os protótipos com camuflagem e pinturas especiais.

Nos meses antes da revelação global do novo Ford Mustang, no início de dezembro, o design final do carro foi um dos temas mais quentes nas mídias sociais. O trabalho da equipe de camuflagem da Ford foi essencial para que a equipe de desenvolvimento pudesse fazer dezenas de milhares de quilômetros de testes nas ruas sem estragar a surpresa do carro.

Com mais de 3.000 aparições em filmes e na TV nos últimos 50 anos, o Mustang tem um currículo de fazer inveja a muitos astros de Hollywood. Como as celebridades, quando um novo Mustang está para chegar os paparazzi automotivos se mobilizam para conseguir as primeiras fotos.

"Os designers e engenheiros da Ford gastam muito tempo desenvolvendo novos carros e parte do meu trabalho é garantir que as pessoas não vejam o resultado antes da hora", diz Dave Pericak, engenheiro-chefe do Mustang. "Os fotógrafos espiões profissionais perseguem os protótipos há décadas e, agora, com os telefones com câmera, ficou ainda mais difícil esconder os nossos carros dos olhares indiscretos."

Perseguição

Conseguir uma imagem inédita de carros altamente esperados, como o Mustang, é um jogo de gato e rato entre as montadoras e os paparazzi, que se escondem por semanas a fio na busca do furo jornalístico.

"Todos os fotógrafos profissionais sabem onde os carros são construídos e fazem os testes", diz Pericak. "Um desses fotógrafos, que vemos com frequência, estaciona em locais discretos, perto dessas instalações, esperando que apareça algo novo."

Como a maioria das pessoas hoje tem smartphones com câmera e conexão com a internet, evitar os locais habituais de fotografia não é mais suficiente. "Antes que um desses protótipos possa sair da fábrica, os departamentos de design, engenharia e segurança precisam desenvolver e aprovar um pacote de camuflagem", diz Al Wilkinson, coordenador de camuflagem da Ford. "Com esse aparato, mesmo uma boa foto não deve revelar detalhes do projeto."

O desenvolvimento da camuflagem começa com a equipe de design e depois é refinado pelas áreas de engenharia e segurança. No novo Mustang, a primeira recomendação de camuflagem foi surpreendentemente mínima, para não interferir no peso e na aerodinâmica.

"Quando vi o primeiro pacote de camuflagem sugerido pela equipe, sabia que não era suficiente para combater os paparazzi e voltamos para a prancheta", diz Pericak.

A equipe tratou de envolver toda a carroceria com vinil preto, acolchoado com bastante espuma por baixo. Mas a segunda proposta ainda mostrava o perfil do teto fastback, que Pericak não queria revelar tão cedo.

O disfarce final do novo Mustang alterou seu perfil e proporções, fazendo-o parecer mais com um “notchback” e menor do que realmente era. Pedaços de espuma foram estrategicamente colocados sob o vinil para esconder os seus contornos. 

Segurança

"A segurança é essencial e precisamos ter certeza de que, mesmo com a cobertura, os faróis e luzes do carro permaneçam visíveis", acrescenta Wilkinson.

Os painéis de vinil devem ser aplicados em uma sequência certa para garantir que não sejam arrancados pelo vento. No novo Mustang GT, capaz de atingir 250 km/h, se a camuflagem se soltar em alta velocidade é um perigo tanto para os pilotos como para os demais. O disfarce final do novo Mustang pesava apenas 49 kg, proporcionando segurança sem grande impacto sobre a dinâmica do veículo.

Os fotógrafos profissionais – que preferem ficar na sombra ou em árvores – sabem que pode levar minutos ou meses para flagrar um protótipo e a paciência é uma virtude. Quando o gerente de engenharia de veículos Tom Barnes levou o primeiro novo Mustang camuflado para fora da fábrica, em um dia chuvoso de junho, levou menos de uma hora para fotos do carro serem transformadas e exibidas em sites automotivos.

"Depois de passar semanas refinando o pacote camuflagem do Mustang, foi um pouco frustrante ser flagrado quase que imediatamente pelos paparazzi", diz Barnes. "Por outro lado, quando vimos as fotos foi um alívio perceber que realmente não dava para descobrir como era o carro."

Muitas vezes, um carro novo precisa ser testado sem disfarce e a única maneira de fazer isso é muito tarde da noite. Mas agora que o mundo já viu o novo Mustang, os engenheiros estão livres para completar os últimos meses de desenvolvimento sem disfarces, com os fotógrafos espiões voltados para novos alvos.

Fonte: Ford

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...