COMPRE AGORA

segunda-feira, novembro 18, 2013

Interlagos pronto para o F1 GP Petrobras do Brasil


O autódromo paulistano está pronto para o encerramento da temporada da Fórmula 1 de 2013. O trabalho intenso dos dois últimos meses cumpriu as metas. A organização trabalha com o espantoso número de 73.887 itens para a corrida. Agora falta apenas a chegada dos carros e pilotos, direto de Austin, no Texas.

Este é o 42º GP da história da F1 no Brasil e o 32º em Interlagos. A Prefeitura Municipal fez as obras necessárias para a Fórmula 1 e a Interpro – InternationalPromotions – responsável pela organização, ensaiou e montou o GP.

A partir desta segunda-feira, 76 garis cuidarão de varrer diariamente o asfalto e os 400 mil metros quadrados de área gramada. Esta ação completa as diversas lavagens porque passou a pista nas últimas semanas, sempre com água reutilizada. No total, os caminhões já percorreram cerca de 2500 km, lavando e varrendo o asfalto. Um dos caminhões responsáveis pela limpeza do traçado é equipado com um eletroímã que remove todas as pequenas peças de metal que se acumulam no asfalto ao longo do ano.

Para receber a corrida, Interlagos utiliza energia elétrica correspondente a uma cidade de 50 mil habitantes. São 30 mil KVA (30 mega) que vêm dos 70 geradores instalados e mais 4 mil KVA (4 mega) da Eletropaulo.

A preocupação com a sustentabilidade e o meio ambiente tem motivado diversas mudanças no autódromo. Dos 850 banheiros químicos em 2009 restam apenas 150. Os demais foram substituídos por containers que utilizam apenas água, eliminando-se os produtos químicos, graças a uma nova rede de esgotos no local. Os banheiros químicos utilizados no GP têm os dias contados e vão desaparecer definitivamente nos próximos anos, explica o engenheiro Pedro Luis Nascimento, da Interpro.

A reciclagem do lixo segue aumentando a cada ano. Em 2012 foram 60 toneladas que a Coopercaps, da Capela do Socorro, extraiu do lixo. A maior parte, 40 %, de alumínio seguido por plástico, 20 %, e depois vidro, papel e outros materiais.

A montagem das arquibancadas tubulares envolve 8 mil toneladas de aço galvanizado. O teste de resistência exige que as arquibancadas suportem 500 quilos por metro quadrado.

A iluminação noturna do autódromo para assegurar segurança e controle de circulação é alimentada, agora, por 14 torres móveis com 4 mil watts de luz cada uma. As torres trabalham com um gerador próprio.

O cabeamento do autódromo para áudio e vídeo, circuito fechado de televisão e cabo de rede, incluindo os cabos da FOM – Formula One Management – ultrapassam os 100 km de fios.

O engenheiro Pedro Luis Nascimento diz que o GP Brasil nunca mediu esforços para fazer o melhor. “Os 73.887 itens correspondem a 1500 viagens de caminhão. Isso dá uma noção precisa do volume de trabalho para fazer a corrida”.

Os ingressos ainda disponíveis para o F1 GP Petrobras do Brasil estão à venda na rede de shoppings Iguatemi (Faria Lima, JK e Galleria-Campinas) e lojas da rede Caçula de Pneus, na Grande São Paulo. As bilheterias do autódromo também estão abertas diariamente das 9h às 17h. Os ingressos da arquibancada D e do Star Lounge, na área VIP, estão esgotados.

Fonte: Imprensa GP BrasilCastilho de Andrade

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...