COMPRE AGORA

quinta-feira, julho 26, 2012

Bruno Senna conta com crescimento na segunda metade do ano


Experiência nas próximas pistas anima piloto da Williams a partir do GP da Hungria

Bruno Senna embarcou nesta quarta-feira para Budapeste levando na bagagem uma elevada dose de confiança na segunda metade da temporada da Fórmula 1, que será aberta no fim de semana com o GP da Hungria. A maior parte das 10 provas restantes será realizada em circuitos nos quais o piloto da Williams correu pela Lotus Renault em 2011. "São pistas que conheço bem e que vão me ajudar a entender melhor o funcionamento do carro", explicou.

Foi em Hungaroring que Bruno realizou a primeira sessão de treinos livres no ano passado, ainda antes da estreia pela Lotus Renault no GP da Bélgica. O local traz boas recordações para o brasileiro, que chegou duas vezes na terceira posição na campanha do vice-título da Fórmula GP2 de 2008. Já mais à vontade com o Williams FW34 e ocupando a 16ª colocação com 18 pontos, Bruno acha que a soma das experiências renderá dividendos a partir de agora. "Estou aprendendo bastante desde o ano passado e aumentei meu conhecimento do carro e dos pneus, que na verdade vêm sendo a questão mais importante neste campeonato", lembrou.

Bruno diz que a tendência é de uma evolução geral, mas acha que os resultados abaixo do potencial nos treinos classificatórios - notadamente nos últimos grandes prêmios - foram circunstanciais. "Em Silverstone, eu estava no último setor e com parciais que me levariam ao Q3, mas encontrei uma bandeira amarela no ponto em que o Romain Grosjean estava parado na brita; em Hockenheim, o carro estava bom no seco, mas houve algo com os pneus no molhado", lembrou.

De qualquer forma, Bruno sabe que uma boa colocação no grid em Hungaroring será fundamental aos seus planos de entrar na zona de pontos pela sexta vez em 2012. "Entre as pistas permanentes, a da Hungria é a que mais se assemelha às de rua. Não há pontos de ultrapassagem e ganhar posições será bastante complicado", lembrou, acrescentando outro aspecto do autódromo do leste europeu que sempre preocupa os pilotos. "As temperaturas altas desta época aumentam o desgaste físico e o cansaço vem mais rapidamente."

Fonte:
MF2 

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...