COMPRE AGORA

sexta-feira, maio 25, 2012

A Pirelli lança livro de receitas da Fórmula 1

A apresentação de ‘Miles and Meals’, que revela a gastronomia e outros segredos do fornecedor de pneus na Fórmula 1, aconteceu em Mônaco


Os pilotos Jenson Button e Romain Grosjean trocaram os carros de Fórmula 1 pelas panelas em Monte Carlo, Mônaco, na última quarta-feira, 23. Em um desafio inusitado, eles assumiram o papel de chefs de cozinha do motorhome da Pirelli para o lançamento de "Miles and Meals”: um livro de receitas que revela os segredos dos chefs da Pirelli e ainda mostra os bastidores do trabalho da fornecedora de pneus exclusiva da Fórmula 1.


Os motorhomes são estruturas temporárias que servem como sedes móveis das equipes e fornecedores que acompanham o circo da Fórmula 1 nos autódromos pelo mundo. São os lugares onde acontecem reuniãoes, eventos sociais e todo o burburinho da mais importante categoria do automobilismo mundial. Portanto, a ‘casa ambulante’ da Pireli montada em Monte Carlo, por ocasião do Grand Prix de Mônaco, foi o cenário perfeito para a apresentação do livro "Miles and Meals", que tem edição limitada e será distribuído como  presente para os clientes da Pirelli e formadores de opinião.


É uma forma lúdica de mostrar as semelhanças entre pneus e risotto, bem como compostos e ingredientes. É uma visão alternativa de como o mundo de um fornecedor de pneus da F1 funciona, trazendo à tona o lado mais leve da vida num motorhome.


No evento de lançamento, os pilotos Jenson Button e Romain Grosjean protagonizaram uma disputa culinária acirrada, sob o olhar atento de Paul Hembery, diretor de automobilismo da empresa italiana. Além do desafio entre os dois pilotos, houve uma degustação de algumas das especialidades. "Desenvolver um bom pneu é como fazer um bom risoto", escreve no início do livro Maurizio Boiocchi, o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Pirelli e "pai" dos pneus da Fórmula 1: PZero e Cinturato.


Os ingredientes vão para a pista, fotografados como pneus, carros e mecânicos
Com 90 páginas, "Miles and Meals" começa traçando um paralelo entre receitas de cozinha e compostos de pneus. Ambos resultam do equilíbrio harmônico entre ingredientes de alta qualidade, bem como o acompanhamento constante, anos de experiência e atenção ao cliente final: seja uma equipe que usa pneus ou um cliente privilegiado no motorhome. 


Outro elemento em comum é know-how humano. O toque de um especialista é fundamental na cozinha e não é menos vital quando se trata de lidar com a tecnologia de ponta que caracteriza a produção de pneus modernos de competição. Este elemento essencial é descrito por uma palavra-chave no subtítulo do livro – "artesanal" – e também pelas fotografias que retratam os engenheiros da Pirelli medindo, analisando e preparando os pneus para a competição.


O livro reúne as receitas do principal chef da Pirelli, Fabrizio Tanfani, supervisionado pelo gerente do hospitality center Cristian Staurenghi, e  traz alguns dos melhores pratos da sua cozinha, corrida após a corrida em todos os quatro cantos do mundo. Acompanhando as receitas, todas baseadas na cozinha italiana, é claro, mas muitas vezes influenciadas pelos sabores dos países visitados durante o ano – há fotografias notavelmente originais dos ingredientes no contexto de Fórmula 1, em particular quando se trata de massas.


Assim, os agnolotti têm formato de carros de corrida que disputam uma curva “cabeça a cabeça”; os paccheri são monopostos correndo por uma reta ladeada por pneus feitos de tomates e pinhões; polvilhadas de sal grosso fazem uma caixa de brita; uma folha de manjericão é uma luz verde; e até um polvo assume a forma de um mecânico com oito braços - pronto para lançar-se no mais rápido pit stop imaginável.


Cada receita é acompanhada por anedotas que contam a história dos circuitos que integram o calendário da Fórmula 1 sob os pontos de vista dos pneus e da cozinha. Descobre-se, assim, que o bife australiano Angus é a melhor escolha possível para um steak tipicamente italiano; nos mercados de Nova Deli é possível encontrar muitos dos ingredientes normalmente utilizados na cozinha toscana; e que o abacate pode ser o melhor acompanhamento de uma salada de frutos do mar Mediterrâneo. No Brasil, a salada de frango ganhou as cores do abacate e da manga, em homenagem à riqueza natural do País.


Há também uma abundância de cenas por trás das histórias e da atmosfera do motorhome da Pirelli e seus engenheiros. Como os momentos de relaxamento, semelhantes ao "domingo italiano” - uma pequena pausa originalmente concebida para combater o calor equatorial da Malásia - no trabalho diário árduo de reuniões, análises de estratégia, coleta de dados e cálculo de cambagem e set-up para cada corrida.




NÚMEROS DO MOTORHOME DA PIRELLI


Refeições servidas por dia: 180;
Refeições servidas por ano: 21.600 (durante 20 GPs e quatro sessões de testes);
Refeições por Grand Prix: cerca de 600;
Quilos de carne: 18 kg por dia - 90 kg por Grand Prix;
Quilos de peixe: 12 kg por dia - 60 kg por Grand Prix;
Quilos de massa: 10 kg por dia - 50 kg por Grand Prix;
Óleo: 15 litros por semana;
Pão: 50 baguetes por dia;
Água: 1500 garrafas de meio litro por semana;
Café: 2000/2500 por cafés Grand Prix;
Leite: 100 litros por semana com cappuccino e chá
Frutas: 35 kg por semana
Total de lugares: 38
Cada mesa foi usada em média cerca de quatro vezes na hora do almoço, entre equipe e convidados cerca de 150 refeições são servidas.
Número de pessoas que trabalham na hotelaria: 8. Três garçonetes, dois sous-chefs, um gerente (Federica Marini), bem como Cristian e Fabrizio.
Tamanho da cozinha: 2,50 metros de largura e 7 metros de comprimento.
Motorhome tamanho: 85 metros quadrados.


Fonte: FSB Comunicações

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...