COMPRE AGORA

domingo, junho 03, 2007

* RALI: ACIDENTE TIRA PALMEIRINHA DO TRANSIBÉRICO 2007.


Depois de cair em um riacho e perder uma hora e meia para voltar a prova, Paulo Nobre/Filipe Palmeiro bateu em um adversário que parou no meio da trilha

O Rally Transibérico 2007 terminou mais cedo para o piloto Paulo Nobre, o Palmeirinha (Itaú Private Bank). Neste sábado (2 de junho), Nobre e seu navegador, o português Filipe Palmeiro, bateram com violência na traseira de um concorrente que parou no meio da trilha para dar passagem, destruindo toda a parte dianteira da BMW X3 utilizada pela dupla.

Neste sábado, os participantes percorrem por duas vezes um trecho cronometrado de 200 km entre as cidade de Badajoz, na Espanha, e Evora, em Portugal. A batida de Palmeirinha aconteceu há 2 km do encerramento de sua primeira passagem. Como o estrago envolveu todo o radiador, ventoinha e braços de suspensão, Nobre/Palmeiro não completaram o trecho e deram adeus a disputa.

O brasileiro já tinha o seu resultado no dia comprometido por perder muito tempo em uma travessia de rio, que causou problema para quase todos os pilotos. "Quando estavámos atravessando o rio, nos indicaram para ir mais para a direita e ao fazer isso caímos numa vala, que entrou água até o colo do meu navegador. Só saímos dali com a ajuda de um trator (levamos cerca de 15 min para fazer isso) e ficamos uma hora e meia parado devido a centralina molhada", disse Palmeirinha.

"Com isso, todo mundo nos passou e ao voltar para a trilha começamos a pegar o pessoal mais lento. Eles ignoravam o nosso pedido de passagem pelo "sentinela" (sistema que avisa ao concorrente que um carro mais rápido pede passagem) e só conseguíamos passar na marra, dando "totó" para os caras saírem da frente. Passamos uns cinco ou seis carros dessa maneira até pegarmos um imbecil que nos segurou por cerca de 5 km. E na hora de dar passagem, ele resolveu parar no meio da pista, depois de uma "lomba" sem visão, ou seja, "aterrissamos" na traseira dele e acabou ali a nossa participação", relatou Nobre.

A vitória no dia de hoje ficou com o espanhol Carlos Sainz que lidera o rali com mais de cinco minutos de vantagem para seu conterrâneo Nani Roma. A dupla brasileira Guilherme Spinelli/Marcelo Vivolo está na 48ª posição. Neste domingo, o Rally Transibérico chega ao seu final com a realização de duas passagens em trecho de 150 km de extensão.

Resultado do terceiro dia de prova

1º Carlos Sainz/Michael Perin (Mitsubishi), 5h14min13s
2º Colin McRae/Jean Marc Fortin (Nissan), a 3min03s
3º Nani Roma/Lucas Cruz (Mitsubishi), a 3min36s
4º Carlos Sousa/Andreas Schulz (Volkswagen), a 9min07s
5º Luc Alphand/Gilles Picard (Mitsubishi), a 12min12s
55º Guilherme Spinelli/Marcelo Vívolo (Mitsubishi), a 6h40min51s

Classificação da prova após três etapas

1º Carlos Sainz/Michel Perin (Volkswagen), 10h12min41s
2º Nani Roma/Lucas Cruz (Mitsubishi), a 5min18s
3º Carlos Sousa/Andreas Schulz (Volkswagen), a 15min29s
4º Luc Alphand/Gilles Picard (Mitsubishi), a 19min22s
5º Filipe Campos/Jaime Baptista (Dessoude), a 46min59s
48º Guilherme Spinelli/Marcelo Vívolo (Mitsubishi), a 7h28min36s
RTF Comunicação
Rodrigo Favoretto - rodrigo.favoretto@terra.com.br
Thalita Nadry - nadry@terra.com.br

Nenhum comentário:

VÍDEOS

Loading...